Filarmónica União Taveirense 1869-2024

A Nossa História

Esta “velhíssima” Filarmónica foi fundada em 21 de Abril de 1869, no que era então uma pequena aldeia rural dos arredores de Coimbra na margem esquerda do Rio Mondego. Esta Filarmónica tem pautado por manter-se fiel aos objectivos definidos pelos seus fundadores, Padre João Pessoa Godinho e D. Duarte de Mello (Visconde de Taveiro), “ … o ensino e a divulgação da música e promover e incentivar outras actividades culturais…”.

Com mais de um século e um quarto de actividade, esta colectividade foi titulada, no reinado de D. Manuel II, de Real Philarmónica União Taveirense. É desde 1969 membro honorário da Comenda de Ordem de Benemerência (atribuída pela Presidência da Republica); recebeu a Medalha de Mérito Cultural da Câmara Municipal de Coimbra (25 Abril 1995). É também desde 1997 reconhecida como Instituição de Utilidade Pública (Presidência do Conselho de Ministros).

Ao longo dos anos foram várias as adversidades, mas a vontade de fazer Música e de cultivar a Amizade foi mais forte mantendo a instituição “viva”. Após vários Regentes e Maestros… e porque a vida presenteia os pequenos com grandes homens, surge o Maestro Sílvio Rajado (pai), que com o seu empenho, dedicação e trabalho eleva pouco a pouco o potencial artístico da Banda. Mantendo a Escola de Música em pleno funcionamento, este Maestro, forma os elementos que vieram a rejuvenescer e a valorizar a Banda, nos anos 60, 70 e 80. Esta antiga Escola, ao longo dos anos, tem sido o alfobre de centenas de executantes, que têm prosseguido os seus estudos em Conservatórios e/ou Escolas Superiores. Estes músicos continuam maioritariamente na banda, sendo alguns Professores de Música e/ou Instrumentistas de prestigiados agrupamentos.

Mais tarde, e por impossibilidades, o Maestro Sílvio Rajado (pai) “passa” o testemunho ao seu filho Sílvio Rajado, que deu uma excelente continuidade ao trabalho feito por seu pai, alargando os horizontes e criando novos objectivos e motivações, conferindo à Banda uma qualidade invejável na Região.

O tempo foi decorrendo e novos desafios se colocaram a esta centenária instituição, a criação de uma Orquestra Ligeira; posteriormente de uma Big Band; a formação de uma Banda Juvenil; o aperfeiçoamento do grau de execução dos músicos; a elevação do nível artístico; o melhoramento do repertório e do tipo de apresentações públicas, foram alguns dos pontos que mereceram a atenção das diversas direcções, que recorreram a credenciados Maestros, (Sargento Ajudante Agante Ferreira, 1.º Sargento Jorge Pereira e Tenente João Oliveira - Chefe de Banda de Música do Exército), e a novos métodos de trabalho.

Após a primeira experiência em gravação, ainda com o registo em fita magnética - cassete, data de 1996, a FUT grava em 2002 duas peças para a Editora Public-Art inserido numa colectânea de CD's intitulado “As Melhores Bandas Filármónicas da Região - Coimbra”.

Já sob a orientação do Maestro João Paulo Fernandes, a 1 de Outubro de 2005, participou no 1.º Concurso Nacional de Bandas – Cidade de Aveiro, arrebatando um incontestável 1.º lugar.

E é em 2005 que também “nasce” o seu primeiro CD intitulado de FUTSUITE, este trabalho apresenta uma escolha cuidada de repertório, sendo na sua maioria composto por obras escritas originalmente para este tipo de formação.
- “ …É um trabalho bem pensado, com uma estética e uma estruturação rara nas bandas portuguesas.” - “Em relação à qualidade da Banda fiquei muito surpreendido! É excelente para uma banda não profissional. Não tenho dúvidas de que foi o CD de Banda não militar que mais gostei de ouvir” Jorge Salgueiro – Compositor. -“ …O CD da Filarmónica União Taveirense está realmente bem produzido e tem uma apresentação musical excelente.” Dr James W. Hebert – Maestro e fundador da Pennsylvania Pops Orchestra (EUA) e presidente/director executivo da Music Maestro Please Festivals & Tours.

Desde o inicio do séc. XX que a FUT procura dinamizar, incentivar e desenvolver os seus músicos, promovendo ações formativas para o desenvolvimento musical e humano, abrindo portas também a alunos externos num espirito de partilha de conhecimentos, a exemplo disso são: a Master Class de Metais (2004); a Master Class de Madeiras (2005) e a Master Class de Percussão/Improvisação Jazz (2006), que foram realizadas em Taveiro e ministradas por conceituados professores, contando com a participação de aproximadamente 300 jovens de todo o país, alguns deles são também hoje reconhecids solistas e músicos profissionais.
Em 2017 a FUT promove o seu 1º Concurso Interno - Silvio Rajado, culminando no Concerto Jovens Talentos FUT.
Ainda no plano formativo, a FUT organiza em 2017 a 1ª Master Class Internacional de Direcção com o maestro irlandês Robert Houlihan, dando novas perspectivas e rotinas de trabalho aos seus músicos e abrindo novas metodologias a futuros maestros.

Após vários anos de concertos com reconhecida qualidade, em 2016 a convite do compositor Jorge Salgueiro a FUT integra a estreia da sua obra "O Despertar dp Bicho Monstro" no espectáculo de abertura do Grande Auditório de Coimbra - o Convento de São Francisco. Nesta inauguração a FUT, fez-se apresentar, a pedido do compositor e do encenador João Brites, com diferentes formações por toda a zona envolvente do Convento, interagindo com a companhia de Teatro “O Bando”, na peça “Os Bichos” de Miguel Torga.

O elevado nível artístico apresentado pela FUT nos últimos anos, é ainda realçado em várias edições do programa radiofónico "O Coreto" da Antena 2, com a reprodução de obras gravadas ao vivo e em CD, seleccionadas e apresentadas, pelo editor Jorge Costa Pinto, entre um conjunto de Bandas de elite portuguesas e mundiais.

Das actuações fora de portas, a FUT levou a sua música, representando a cidade de Coimbra, a Salamanca(1992), ao Luxemburgo (1998), Açores (2001), ao Brasil (com a sua Big Band em 2001) e Madeira (2003). Em 2018 no formato de Banda Sinfónica, a FUT foi seleccionada para participar no “XII Certame Internacional de Bandes de Música - Vila de La Sénia” na Catalunha, onde obteve o prestigiante 2º lugar, com a interpretação das obras: “Figures Sonores” de Henk Badings e “Lincolnshire Posy” de Percy Grainger.

A 4 de Julho de 2019, em ano de comemorações dos 150 Anos, a FUT recebe a Medalha de Ouro da Cidade de Coimbra, pelo “seu trabalho em prol da comunidade e do território envolvente, o seu contributo para a educação musical, o seu empenho na valorização e promoção da música, a sua colaboração ativa com o Município de Coimbra e os seus 150 anos de vida e atividade”.

Nas comemorações dos 150 anos foram realizados diversos eventos que nos enchem de orgulho, entre eles três grandes concertos no grande auditório de Coimbra - Convento de São Francisco, a “Gala dos 150 Anos FUT”, “Filármonica União Taveirense & Gentes da Nossa Terra” e “FUT ComVIDA”.

Para finalizar as comemorações dos 150 anos é lançado o 2º CD completo, composto com obras totalmente originais e encomendadas pela FUT, com a excessão do Fado/Canção - Coimbra orquestrado exclusivamente para as comemorações do 150º Aniversário da Filármonica União Taveirense.

Hoje em dia a Banda dispõe de um invejável potencial humano-artístico, com grande formação e currículo musical, maioritariamente jovem, que permite, para além das tradicionais procissões e desfiles, apresentar outro tipo de trabalhos mais elaborados e exigentes.

Esta colectividade tem desenvolvido um trabalho louvável em prol da juventude e da população em geral, não só da freguesia mas também das localidades vizinhas, ocupando e valorizando os tempos livres dos jovens, promovendo vários Estágios e Masterclasses; renovando e valorizando constantemente o repertório da Banda e Banda Juvenil; apurando o nível artístico dos seus elementos e sensibilizando as populações para o trabalho meritório e esforçado deste tipo de colectividades.

FUT História

O Maestro

Maestro

João Paulo Fernandes nasceu em 1977 na cidade de Caldas da Rainha. Iniciou os estudos musicais na banda da sua terra natal onde mais tarde foi maestro. Estudou Trombone de Varas com os professores Joaquim Raposo, Emídio Coutinho e Alexandre Vilela e frequentou diversas Master Class com conceituados professores como John Peterson, Joseph Alessi e Enrique Crespo. Como trombonista tocou em diversas orquestras com diferentes formações desde o repertório erudito ao jazz.

Dedica-se à Direção desde os 20 anos de idade, frequentando Cursos de Direcção de Orquestra desde 1999 com os conceituados Maestros: George Hurst, Robert Houlihan, Rodolfo Saglimbeni, Denise Ham, Jorma Panula, Baldur Brönnimann, entre outros. Estudou durante 4 anos no curso de Direcção de Orquestra na ESMAE com o Maestro António Saiote tendo sido convidado para maestro assistente da Orquestra no ano de 2008/2009. Ao longo destes anos foi convidado a dirigir diversas formações, tais como: Ensemble Sinfónico de Metais, Ensemble Português de Trompas, Portuguese Brass, BSP - Banda Sinfónica Portuguesa e em diversas Estágios de Orquestra para Jovens Músicos. Dirigiu ainda conceituados solistas de renome internacional, na qual se destacam os nomes de: Sérgio Carolino, Pedro Ribeiro, Pedro Carneiro, Abel Pereira, Jorge Almeida, Luís Granjo, Carlos Guilherme, Fernando Ramos, Gilberto Bernardes, Daniel Bernardes, Jeffery Davis, Henk van Twiller, Alfonso Padilla, Arno Bornkamp, Fred Sautter, Moisés Alves, Ruben Simeo, Bem Van Dijk, Anne Jelle Visser, Steve Rossé, Mike Forbes, Demondrae Thurman, Roland Szentpali, Angelica Olivo entre outros.

É Diretor Artístico da Banda Sinfónica da Filarmónica União Taveirense, desde Março de 2004, com a qual vence o 1º Concurso Nacional de Bandas Filarmónicas – Cidade de Aveiro – 2005 e grava os CD’s FUT – Suite e FUT – 150. É ainda Diretor Artístico da SFO – Sociedade Filarmónica Ouriense, desde Setembro de 2019. Foi também Diretor Artístico do Ensemble de Trombones e Tuba - Mr SC & The Wild Bones Gang, com o qual gravou CD duplo, tendo tido as melhores críticas a nível nacional e internacional, da qual se destacam os nomes de Roger Bobo e Christian Lindberg. Foi ainda fundador e Maestro titular da OAMT – Orquestra Académica Médio Tejo. Ministrou diversos cursos de Direcção em estágios de orquestra de sopros como professor convidado e como professor assistente do Maestro Robert Houlihan.

Licenciado em Formação Musical pela Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo do Porto, com Profissionalização realizada na Universidade Aberta e pós-graduação em Ópera e Estudos Músico – Teatrais, na vertente de Direcção de Orquestra obtida na ESMAE. É Professor de Formação Musical e Classe Conjunto no Conservatório de Música do Choral Phydellius de Torres Novas e na Escola de Música e Artes de Ourém – Ourearte.

Em Ópera dirigiu: Hansel und Gretel de Humperdinck em 10 récitas; L’enfant et les sortilèges de Ravel em 2 récitas e A Flauta Mágica de Mozart em 2 récitas. Dirigiu também a ONP – Orquestra Nacional do Porto em 2010 no concerto “Os Maestros do Futuro”.

Escola de música FUT

A Escola de Música da Filarmónica União Taveirense tem como principais objectivos a prestação de um serviço cultural e educativo a toda a comunidade envolvente bem como a formação contínua dos executantes da Banda e instrução de novos aprendizes, de modo a rejuvenescê-la gradualmente.

Assume um papel central e dinamizador em termos de Educação e Cultura, englobando a Direção, os Professores, os Alunos, os Pais e Encarregados de Educação, Sócios Efetivos e os representantes da comunidade; aliando a tradição e a história à invocação e à singularidade espacial harmoniosa, permitindo alcançar uma identidade própria para a Escola de Música, proporcionando as condições para que todos sintam prazer de estar e de pertencer à FUT.

O propósito desta Escola de Música é facultar conhecimento musical, por intermédio de professores com formação específica em Música, a todos os interessados. Baseia-se numa atitude educativa, mas também numa das formas de crianças/jovens/adultos ocupares os seus tempos livres, num ambiente saudável de agradável convívio, apostando na formação, na culturalização e na aprendizagem de novas matérias.

A Música é uma mais-valia, facilitadora do relacionamento social, proporcionadora de bons momentos e divertimento e impulsionadora das potencialidades de cada indivíduo.
Torna-se assim um fator determinante na formação da personalidade, uma forma de expressão sociocultural que através de um poderoso processo formativo desenvolve, além da sensibilidade, a concentração, a coordenação, a socialização, o equilíbrio emocional e o respeito por si próprio e pelo grupo.

Banda Juvenil

Banda Juvenil FUT

Discografia

CD FUTSUITE

CD FUTSUITE

DVD Gala dos 150 Anos

DVD Gala 150 anos

CD 150 Anos

CD 150 anos

Contacta-nos!

Morada


Rua dos Combatentes da Grande Guerra, nº157, 3045-469 Taveiro

Telefone


239 983 517